Ecos da Segunda Guerra

 

1939 - 1945

 

Que essa ocasião solene faça emergir um mundo melhor, com fé e entendimento, dedicado à dignidade do homem e à satisfação de seu desejo de liberdade, tolerância e justiça."

Segunda Guerra Mundial
Home / Historia da Segunda Guerra / Sabres Polacos contra Tanques Alemães – A Realidade por trás da Invasão da Polônia – Parte III
polish cavalria - Sabres Polacos contra Tanques Alemães – A Realidade por trás da Invasão da Polônia – Parte III

Sabres Polacos contra Tanques Alemães – A Realidade por trás da Invasão da Polônia – Parte III

A Propaganda de Guerra

Para além de inúmeras batalhas e escaramuças em que as unidades de cavalaria polonesa usaram a tática de infantaria foi confirmada 16 cargas de cavalaria durante a guerra de 1939. Contrariamente à crença comum, a maioria delas foi bem sucedida.

A primeira delas, e talvez a mais conhecida, aconteceu no dia 1 de setembro de 1939, durante a Batalha de Krojanty. Durante a ação, os elementos do 18º Regimento de Ulanos avistaram um grande grupo de infantaria alemã descansando na floresta perto da aldeia de Krojanty. O Coronel Mastalerz decidiu tomar o inimigo de surpresa e ordenou imediatamente uma carga de cavalaria, uma tática da cavalaria polonesa raramente usada como arma principal. O ataque foi bem sucedido e a unidade de infantaria alemã foi dispersa.

polish-cavalria

No mesmo dia, os correspondentes de guerra alemães foram trazidos para o campo de batalha, juntamente com dois jornalistas da Itália. Eles viram o campo de batalha, os corpos de cavaleiros poloneses e seus cavalos, ao lado de tanques alemães que chegaram ao campo após o término dos conflitos.

Um dos correspondentes italiano enviou para casa um artigo, no qual ele descreveu a bravura e heroísmo dos soldados poloneses, que se lançava sobre os tanques alemães com seus sabres e lanças.

Outra possível fonte do mito é uma citação de memórias Heinz Guderian, na qual ele afirmava que a Brigada Pomeranian tinha se lançado sobre os tanques alemães com espadas e lanças.

Embora isso não tenha acontecido e não havia tanques durante esse combate, o mito foi espalhado pela propaganda alemã.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, a mesma fraude foi novamente divulgada pela propaganda soviética como um exemplo da estupidez dos comandantes poloneses e autoridades, que supostamente não havia preparado o país para a guerra e perdendo em vão o sangue de seus soldados.

Cavalaria polonesa de 1939.

Com a eclosão da Guerra Defensiva Polonesa de 1939, as unidades de cavalaria polonesa foram organizadas em 11 brigadas de cavalaria, cada uma composta de 3 a 4 regimentos de cavalaria orgânica com artilharia, unidades de blindados e de infantaria.

cavalaria-polish2

Duas brigadas adicionais tinham sido recentemente convertidas em unidades blindadas e motorizadas, mas manteve suas tradições de cavalaria. Além disso, cada divisão de infantaria tinha um destacamento de cavalaria orgânica utilizados para reconhecimento.

Em contraste com o seu papel tradicional em conflitos armados do passado (mesmo na Guerra polaco-bolchevique), a cavalaria já não era vista como uma unidade capaz de romper as linhas inimigas. Em vez disso, foi utilizada como uma reserva móvel do exército polonês e estava usando principalmente táticas de infantaria: os soldados desmontados antes da batalha e lutando como um padrão (ainda rápido) de infantaria. Tecnicamente falando, em 1939, a Polônia tinha 11 brigadas de infantaria montada e não unidades de cavalaria como tal.

cavalaria-polaca

Embora os cavaleiros mantivessem seus sabres, depois de 1937, a lança foi descartada. Em vez disso, as unidades de cavalaria foram equipadas com armamentos modernos, incluindo canhões de 75 milímetros, tanquetes, canhões de 37 milímetros, canhões AA 40 milímetros, rifles antitanque e outras peças de armamento moderno.

Tankietki-T
Tanquetes TK3

Durante a campanha, as brigadas foram distribuídas entre o exército polonês e serviu como reserva móvel. Neste papel, a cavalaria polonesa provou ser uma medida bem sucedida no preenchimento das lacunas na frente e cobrindo a retirada das unidades amigável. Unidades de cavalaria polonês tomou parte na maioria das batalhas de 1939 e em várias ocasiões demonstrou ser a elite do exército polonês.


Fontes:
http://www.cwk.grudziadz.pl/
http://www.1939.pl/


Sabres Polacos contra Tanques Alemães – A Realidade por trás da Invasão da Polônia – Parte I

Sabres Polacos contra Tanques Alemães – A Realidade por trás da Invasão da Polônia – Parte II

Sobre André Luiz!

André Luiz, natural de Osasco, ex-militar do Exército, estudou letras em São Paulo, graduando em Psicologia e fascinado pelos fatos que envolvem a Segunda Guerra Mundial. Idealizador e criador do site Ecos da Segunda Guerra, - antigo Segunda Guerra.org - escreve sob a expectativa de contribuir com a memória deste trágico conflito e demonstrar mesmo nos acontecimentos mais terríveis é possível observar detalhes interessantes.

Veja Também

tenta hitler - Os 6 Atentados contra Adolf Hitler

Os 6 Atentados contra Adolf Hitler

As seis tentativas de matar Hitler Durante sua vida, Adolf Hitler sofreu 6 atentados à …

2 comentários

  1. Interessantíssima essa história.Muita valentia da cavalaria polonesa e muita organização.Muito bom.Parabéns a cavalaria polonesa

  2. Muito interessante , só acho , em minha opinião que os Polacos poderiam apresentar uma maior resistência se tivessem se preparado melhor para uma possível invasão alemã !

Deixe sua Opinião (Facebook - Twitter - Google+)