Ecos da Segunda Guerra

 

1939 - 1945

 

Que essa ocasião solene faça emergir um mundo melhor, com fé e entendimento, dedicado à dignidade do homem e à satisfação de seu desejo de liberdade, tolerância e justiça."

Segunda Guerra Mundial
Home / Segunda Guerra Hoje em dia / Rússia Afirma que foi a Polônia quem Causou a Segunda Guerra Mundial

Rússia Afirma que foi a Polônia quem Causou a Segunda Guerra Mundial

18
Tropas Russas Durante a Segunda Guerra

Rússia acusa Polónia de ser a culpada pelo início da II Guerra Mundial

O Ministério da Defesa da Rússia afirma que foi a Polônia, e não a Alemanha, quem provocou a Segunda Guerra Mundial, buscando assim rever mais uma página da História da Segunda Guerra.

Assim declara o coronel Serguei Kovaliov, do Instituto de História Militar do Ministério da Defesa russo.

“Todos os que estudaram não tendenciosamente a história da Segunda Guerra Mundial sabem que começou devido à renúncia da Polônia de satisfazer as pretensões alemãs, sendo as exigências da Alemanha bastante moderadas: incluir a cidade livre de Danzig no Terceiro Reich, permitir a construção de caminhos de ferro e estradas extra-territoriais, que ligassem a Prússia Oriental à Alemanha”

É difícil considerar infundadas as duas primeiras exigências

Especulações e Falsificações na avaliação do papel da URSS na véspera e durante a Segunda Grande Guerra

Publicado na seção “A História contra a mentira e as falsificações” do site do Ministério da Defesa.

O coronel repete, para apoiar a sua tese, as justificativas nazistas para a invasão da Polônia, em Setembro de 1939.

A esmagadora maioria dos habitantes de Danzig, separados da Alemanha pelo Tratado de Paz de Versalhes, era constituída por alemães, que desejavam sinceramente a reunificação com a pátria histórica… A propósito, ao contrário das fronteiras ocidentais, a Alemanha nunca reconheceu voluntariamente as mudanças territoriais feitas a Oriente pelo Tratado de Versalhes“.

O historiador militar insiste que Varsóvia respondeu com uma “negativa decidida”, porque “tentava obter o estatuto de grande potência” e as suas “ilusões infundadas” eram apoiadas pelos países vencedores na Primeira Guerra Mundial.

O coronel defende também a tradicional tese soviética de que Stalin não teve alternativa senão assinar o Pacto Molotov-Ribbentrop, pois a União Soviética necessitava adiar o início da guerra para preparar novas linhas de defesa a ocidente da antiga fronteira soviética.

Este artigo do Coronel Russo integra a campanha iniciada pelo Presidente russo, Dmitri Medvedev, com a criação de uma comissão especial para “combater as falsificações da História”.

Combater Falsificações Históricas ou criar mais inúmeras, tentando provar que Stalin não foi um tirano e desviar a atenção de que o regime soviético matou mais pessoas que a Própria Alemanha de Hitler?

Ainda que a Polônia tenha negado as exigências da Alemanha, acaba sendo irônico dizer que este pequeno país provocou a Segunda guerra, uma vez que Hitler já tinha tomado diversas ações que tinham posto o mundo sob tensão.

E quanto ao Pacto Molotov-Ribbentrop, não foi uma falta de alternativa, mas uma oportunidade lucrativa, pois ao mesmo tempo em que a Alemanha invadiu a Polônia por um lado, a URSS invadiu por outro.

Sobre André Luiz!

André Luiz, natural de Osasco, ex-militar do Exército, estudou letras em São Paulo, graduando em Psicologia e fascinado pelos fatos que envolvem a Segunda Guerra Mundial. Idealizador e criador do site Ecos da Segunda Guerra, - antigo Segunda Guerra.org - escreve sob a expectativa de contribuir com a memória deste trágico conflito e demonstrar mesmo nos acontecimentos mais terríveis é possível observar detalhes interessantes.

Veja Também

foto 3 1 e1515343512851 - Adolf Hitler realmente morreu em seu Bunker, em 1945?

Adolf Hitler realmente morreu em seu Bunker, em 1945?

Por: Anderson Subtil    20 de abril de 1945, enquanto os tanques soviéticos cercavam uma …

3 comentários

  1. Eu sou contra a se condenar a Polonia por ter provocado a guerra, como sou contra a essa tendencia de historiadores ocidentais de verem o tratado germano-soviético como uma espécie de traição ao mundo democrático como se esse fosse o desejo de Degolle e Churchill: eles eram partidários de que União Sovética e Alemanha Nazista deveriam se destrossar mutuamente. Este tipo de visão estupida levou as democracias ocidentais a abandonar Tchecoslováquia a sanha nazista como antes tinha feito com a nascente República Espanhola durante a Guerra Civil: é bom que se diga, no caso da Guerra Civil Espanhola, menos a França ( o exécito francês estava dividido entre burgueses liberais conservadores e nacionalistas como Degolle e nazistas: depois da invasão nazista, os nazista franceses formaram a República de Vichi).
    O que levou a segunda guerra foi o próprio conflito ideológico existente entre os paises burgueses,a ambição imperialista, disputa de mercados, tendo como ingredientes para agravar a situação a politica armamentista e agresiva das chamadas potencias do Eixo.
    Stalin cometeu muitos erros entre eles esta desrespitar a democracia interna do PCUS.Mas ele não era burro e nem maluco com Hitler.

  2. Estarrecedor esse relato. É incrível que um país (URSS) que invada outro (Polônia) acuse o agredido como culpado de tudo.

  3. O fato é que a Alemanha à época, buscava o mesmo que as potencias européias, tanto Inglaterra como França, que mantinham várias colônias no início da II guerra.
    Trocando em miúdos, a Alemanha foi muito menos criminosa do que as outras potencias ocidentais. E Hitler nunca foi maluco e nem imbecil.

Deixe sua Opinião (Facebook - Twitter - Google+)