Ecos da Segunda Guerra

 

1939 - 1945

 

Que essa ocasião solene faça emergir um mundo melhor, com fé e entendimento, dedicado à dignidade do homem e à satisfação de seu desejo de liberdade, tolerância e justiça."

Segunda Guerra Mundial
Home / Hoje em dia / Livro responsabiliza Mengele pela alta natalidade de gêmeos em cidade Gaúcha.
60013736 - Livro responsabiliza Mengele pela alta natalidade de gêmeos em cidade Gaúcha.

Livro responsabiliza Mengele pela alta natalidade de gêmeos em cidade Gaúcha.

top_war

Josef Mengele
Josef Mengele

A incidência altíssima de gêmeos numa pequena cidade do Rio Grande do Sul poderia ser resultado de experiências genéticas feitas por Josef Mengele, o chamado “Anjo da Morte”.

No livro “Mengele: El Ángel de la Muerte en Sudamérica”  – Mengele: o Anjo da Morte na América do Sul – do jornalista argentino Jorge Camarasa, a incidência de gêmeos na população de Cândido Godói, próxima à fronteira com a Argentina, deu início após 1963, época da suposta passagem de Mengele pela região.

Tendo uma população de pouco menos de 7 mil habitantes, Cândido Godói possui mais de 100 pares de gêmeos idênticos. A taxa de natalidade de gêmeos idênticos na cidade é de 1 em cada 5 partos. A média mundial é 1 para cada 85 partos.

O fenômeno vem sendo estudado há vários anos pelos cientistas, mas ainda não se obteve uma tese definitiva que explique a alta proporção de gêmeos na cidade gaúcha colonizada por alemães.

Experimentos genéticos

Mengele, que durante a Segunda Guerra Mundial ficou famoso por seus experimentos genéticos, muitos deles com gêmeos, entre os prisioneiros de Auschwitz, viveu escondido na América do Sul após o término da guerra e morreu afogado em Bertioga,  no litoral de São Paulo em 1979.

Segundo Camarasa, a coincidência entre a passagem de Mengele por Cândido Godói em 1963 e o início do “estouro” de gêmeos na cidade indicaria que o médico alemão continuou suas experiências após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Moradores mais antigos de Cândido Godói relembram a passagem do médico, sob a identidade falsa de Rudolph Weiss, pela cidade.

De acordo com o relato dos moradores a Camarasa, Mengele ganhou a confiança dos moradores ao se apresentar como veterinário e prestar atendimentos aos animais da cooperativa de agricultores da cidade, antes de iniciar o tratamento dos habitantes de Cândido Godói.

O livro do jornalista argentino afirma também que um ex-prefeito e médico da cidade, Anencir Flores da Silva, fez pesquisas e entrevistou centenas de moradores a fim de descobrir a razão da grande taxa de nascimentos de gêmeos.

Flores da Silva recebeu depoimentos de pessoas tratadas por Mengele onde afirmavam que o médico alemão “cuidava de mulheres com varizes e dava a elas uma poção que ele levava numa garrafa, ou pílulas que ele trazia com ele”.

O livro de Camarasa relata a fuga de Mengele para uma colônia nazista na Argentina nos anos 50, suas ligações com o então presidente Juan Perón, assim como, sua posterior fuga ao Paraguai nos anos 60, após a prisão em Buenos Aires de outro criminoso nazista, Adolf Eichman. Conta também a sua passagem pelo Brasil, onde morou em diversas cidades, com a ajuda de um casal alemão, até sua morte em Bertioga.

 

 

 

Sobre André Luiz!

André Luiz, natural de Osasco, ex-militar do Exército, estudou letras em São Paulo, graduando em Psicologia e fascinado pelos fatos que envolvem a Segunda Guerra Mundial. Idealizador e criador do site Ecos da Segunda Guerra, - antigo Segunda Guerra.org - escreve sob a expectativa de contribuir com a memória deste trágico conflito e demonstrar mesmo nos acontecimentos mais terríveis é possível observar detalhes interessantes.

Veja Também

rudolf hess - As últimas fotos de Rudolf Hess vivo na Prisão de Spandau

As últimas fotos de Rudolf Hess vivo na Prisão de Spandau

“Eu fui à Inglaterra por você”: última foto de Rudolf Hess reaparece junto a uma …

foto 3 1 e1515343512851 - Adolf Hitler realmente morreu em seu Bunker, em 1945?

Adolf Hitler realmente morreu em seu Bunker, em 1945?

Por: Anderson Subtil    20 de abril de 1945, enquanto os tanques soviéticos cercavam uma …

4 comentários

  1. Это вы любопытную тему подняли =) Покажу друзьям своим

  2. Um outro livro muito interessante que fala sobre Mengele, e suas andanças pelo Brasil é o:
    Renascimento da suástica no Brasil de Erich Erdstein.
    Segundo o livro o proprio Erich teria matado menguele quando o mesmo tentava fugir para o Paraguai…

  3. Adriano Roberto dos Santos

    O judeu Erich Erdstein é um conhecídissimo escroque internacional. Quem leu o livro, favor fazer uma pequena crítica interna. De cara já vai perceber que o tal livro é um amontoado de mentiras sem nexo. Aliás, como todos sabem, o Dr. Mengele morreu no litoral paulista, e não assassinado pelo tal Erdstein, como ele afirma em seu livro.

    • Acabo de ler o livro, e minha conclusão é a mesma do Adriano. Embora o autor tenha utilizado nomes verdadeiros , as aventuras descritas, bem como, o envolvimento dos citados com um possível renascimento do nazismo no Brasil, não tem crédito algum.
      Ele realmente esteve nas cidades que descreve, mas o resto é pura imaginação.

Deixe sua Opinião (Facebook - Twitter - Google+)