Ecos da Segunda Guerra

 

1939 - 1945

 

Que essa ocasião solene faça emergir um mundo melhor, com fé e entendimento, dedicado à dignidade do homem e à satisfação de seu desejo de liberdade, tolerância e justiça."

Segunda Guerra Mundial
Home / História / Países / Japão

Japão

Em 1936, o governo japonês assina com a Alemanha o Pacto Anti-Komintern (anticomunista) a fim de combater o comunismo soviético, URSS a principal liderança comunista da Europa e Ásia. O Tratado de Versalhes havia concedido territórios na Ásia ao Japão, por sua luta ao lado dos aliados na Primeira Guerra; porém a nação japonesa visava a expansão ainda maior de seus territórios.   Em 1931 ocuparam a Manchúria, em seguida iniciaram a conquista da China.

A economia do Japão estava na sua capacidade máxima neste mesmo período, porém a produção industrial não conseguia competir com a indústria do Ocidente. O alto comando japonês cria numa Segunda Guerra de término prematuro, fazendo com que a produção militar fosse convertida em produção de bens de consumo.
A guerra com a China continuava; fato que comprometia milhões de militares japoneses. A economia, então, dava sinais de queda, devida toda a mão de obra do Japão estar direcionada para a produção militar. Houve uma tentativa de negociação diplomática com o ocidente, por parte do primeiro ministro Príncipe Fumimaro Konoe, para alcançar os bens estratégicos necessários ao Japão.

No momento em que os Estados Unidos congelaram os bens de japoneses e cortaram as relações comerciais com o Japão, a marinha japonesa tinha apenas três anos de sustento. Caso o consumo dos civis fosse reduzido, a marinha teria um pouco mais de petróleo. Assim teve inicio o sacrifício e o esforço de guerra por parte da população civil japonesa.

Em Setembro de1941, após uma conferência em Tókio, o então, primeiro ministro Konoe teve um prazo de 6 semanas para conseguir uma negociação diplomática com os Estados Unidos.  Após ter falhado em sua tentativa, em Outubro, renunciou ao cargo e fora substituído por um governo militar chefiado pelo General Hideki Tojo.

O Japão esperou até 1944 para mobilizar a população à guerra. Este erro de planejamento causou o colapso na produção de recursos para sustentar a população civil e também o sue exercito.

Nesta mesma época, enquanto o governo de Tojo acreditava na vitória, tentando convencer a população a aumentar as reservas de material de guerra e de comida; o imperador negociava o fim da guerra com a marinha. Fato apoiado pelos líderes civis.

Após a rendição da Alemanha, os Japoneses não desistem e proclamam que lutarão sozinhos, a 7 de Maio de 1945. Em 26 de Julho de 1945, os aliados enviam um ultimato pela rendição incondicional do Japão durante a Conferência de Potsdam.

Em 6 de Agosto de 1945 é lançada a primeira bomba atômica em Hiroshima. Em 8 de Agosto, Os soviéticos entraram em guerra com o Japão. A 9 de Agosto, a segunda bomba atômica foi lançada sobre Nagasaki.

No dia 14 de Agosto de 1945 o imperador Hirohito assina a rendição do Japão, configurando o final da Segunda Guerra Mundial.

Sobre André Luiz!

André Luiz, natural de Osasco, ex-militar do Exército, estudou letras em São Paulo, graduando em Psicologia e fascinado pelos fatos que envolvem a Segunda Guerra Mundial. Idealizador e criador do site Ecos da Segunda Guerra, - antigo Segunda Guerra.org - escreve sob a expectativa de contribuir com a memória deste trágico conflito e demonstrar mesmo nos acontecimentos mais terríveis é possível observar detalhes interessantes.

Veja Também

0 daa29 81794fb5 orig - A Divisão Azul – A Divisão Espanhola de Hitler – Parte II

A Divisão Azul – A Divisão Espanhola de Hitler – Parte II

A atuação da Divisão Azul no teatro oriental da guerra européia até sua desmobilização oficial, …

Spanish Blue Division - A Divisão Azul – A Divisão Espanhola de Hitler - Parte I

A Divisão Azul – A Divisão Espanhola de Hitler – Parte I

Um histórico da situação da guerra em 1941 e os processos de formação e treinamento …

2 comentários

  1. um país pequeno e sem recursos naturais e com um xenofobismo exagerado,levaram o Japão a guerra,causando sofrimento a sua população pela falta de alimentação.

Deixe sua Opinião (Facebook - Twitter - Google+)