Ecos da Segunda Guerra

 

1939 - 1945

 

Que essa ocasião solene faça emergir um mundo melhor, com fé e entendimento, dedicado à dignidade do homem e à satisfação de seu desejo de liberdade, tolerância e justiça."

Segunda Guerra Mundial
Home / Cinema / Filmes da Segunda Guerra – A Cruz de Ferro – Cross of Iron
2174171020a - Filmes da Segunda Guerra - A Cruz de Ferro - Cross of Iron

Filmes da Segunda Guerra – A Cruz de Ferro – Cross of Iron

2174171020a - Filmes da Segunda Guerra - A Cruz de Ferro - Cross of IronCross of Iron

Inglaterra / Alemanha – 1977 – Colorido

Duração: 128 minutos
Direção: Sam Peckinpah

Elenco: James Coburn, Maximilian Schell, James Mason, David Warner, Klaus Löwitsch, Vadim Glowna, Roger Fritz, Dieter Schidor, Burkhard Driest, Fred Stillkrauth, Michael Nowka, Véronique Vendell, Arthur Brauss, Senta Berger, Robert Rietty, Igor Galo, Ivica Pajer, Nedim Prohic, Slavko Stimac, Vladan Zivkovic,

Sinopse: Segunda Guerra Mundial, soldados alemães lutam desesperadamente contra ataques russos, que se tornam cada vez mais numerosos e intensos. Entre este grupo se destaca Steiner, um combatente calejado e convicto de seu trabalho, porém sem ilusões de poder. Steiner comanda um pelotão de reconhecimento, que ao retornar de mais uma missão, se depara com um novo comandante de companhia, Capitão Stransky. Ganancioso e dotado de extrema vaidade, o novo comandante apenas tem em mente um propósito: ganhar a Cruz de Ferro – condecoração máxima do exército alemão.

Diferente da maioria dos filmes sobre a Segunda Guerra, onde os alemães são retratados como insanos nazistas sedentos por sangue, o filme A Cruz de Ferro apresenta uma face mais realista sobre as tropas alemãs.

Soldados desmotivados, preocupados, paranoicos, como qualquer outra tropa dos Aliados; assim como oficiais sem esperanças de vitória são retratados no filme.

Até mesmo um oficial homossexual que mantém um caso com outro soldado aparece em meio à história. Aliás, o inicio do filme causa a impressão de que o pelotão do Sargento Steiner é todo composto por soldados gays. Porém no desenrolar das cenas, percebemos que tal afinidade e detalhes mostrado foram com o propósito de humanizar e salientar o companheirismo entre os alemães. Uma tentativa de derrubar a propaganda Aliada que generalizou toda a força armada alemã como nazista. Afinal muitos faziam o seu serviço como profissionais e não como membros do Partido ou amantes da ideologia de Hitler.

Vale pelo contexto histórico que difere da visão comum nos filmes hollywoodianos sobre a Segunda Guerra.  Vale pela reflexão sobre o egoísmo humano, na figura do Capitão Stransky que mais se importa com uma medalha que com a vida de seus soldados.


Para Ver Mais Imagens do Filme, clique na foto abaixo!

 james-coburn.jpg

  ASSISTA O FILME COMPLETO DUBLADO: A CRUZ DE FERRO

 

Sobre André Luiz!

André Luiz, natural de Osasco, ex-militar do Exército, estudou letras em São Paulo, graduando em Psicologia e fascinado pelos fatos que envolvem a Segunda Guerra Mundial. Idealizador e criador do site Ecos da Segunda Guerra, - antigo Segunda Guerra.org - escreve sob a expectativa de contribuir com a memória deste trágico conflito e demonstrar mesmo nos acontecimentos mais terríveis é possível observar detalhes interessantes.

Veja Também

b19df0fb5232909c5c82992ebb354fc8 1 - Filmes da Segunda Guerra - Alemanha, ano Zero - 1947

Filmes da Segunda Guerra – Alemanha, ano Zero – 1947

Germania Anno Zero Alemanha/França/Itália – 1947 – Preto e Branco Duração: 78 min. Direção: Roberto …

diad - Filmes da Segunda Guerra - O Dia D - D-Day, the Sixth of June

Filmes da Segunda Guerra – O Dia D – D-Day, the Sixth of June

D-Day, the Sixth of June EUA – 1956 – Preto e Branco Duração: 106 min. …

Deixe sua Opinião (Facebook - Twitter - Google+)